Uniao Campo Cidade e Floresta

do site Combate ao Racismo Ambiental

Representantes dos povos Guarani-Kaiowá e Ñandeva pediram apoio para resolução de problemas em suas aldeias

A subprocuradora-geral da República Gilda Pereira de Carvalho, representando a 6ª Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal (populações indígenas e comunidades tradicionais), recebeu na tarde desta terça-feira, 12 de março, líderes indígenas Guarani-Kaiowá e Ñandeva de aldeias no Mato Grosso do Sul. O grupo veio a Brasília em busca de reuniões com autoridades de vários órgãos, entre eles, o Ministério da Justiça, a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, o Supremo Tribunal Federal e a Fundação Nacional do Índio. O objetivo é dar visibilidade e buscar soluções para os problemas que têm enfrentado.

Os líderes reclamaram da demora na demarcação das terras que tradicionalmente ocupam, processo garantido pelo artigo 231 da Constituição Federal e apoiado pelo MPF. Também apontaram que a falta de regularização…

Ver o post original 209 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s